quinta-feira, 31 de março de 2011

sítios(ou sites) úteis no dia-a-dia do admirável mundo novo.

30 Sites Úteis


Face à sua utilidade; sugere-se a inclusão como sites Favoritos!!!



01 . Quando for comprar qualquer coisa não deixe de consultar o site GastarPouco.
www.gastarpouco.com

02. Serviço dos cartórios de todo o Brasil, que permite solicitar

documentos via internet:
www.cartorio24horas.com.br/index.php

03. Site de procura e reserva de hotéis em todo o Brasil ,por cidade, por faixa de

preços, reservas etc.:
www.hotelinsite.com.br

04 . Site que permite encontrar o transporte terrestre entre duas cidades, a transportadora, preços e horários:
https://appweb.antt.gov.br/transp/secao_duas_localidades.asp'

05 . Encontre a Legislação Federal e Estadual por assunto ou por número, além de súmulas dos STF, STJ e TST:
www.soleis.adv.br

06 . Tenha a telinha do aeroporto de sua cidade em sua casa,chegadas e partidas:
www.infraero.gov.br/pls/sivnet/voo_top3v.inip_cd_aeroporto_ini=
07 . Encontre a melhor operadora para utilizar em suas chamadas telefônicas:
http://sistemas.anatel.gov.br/sipt/Atualizacao/Importante.aspp'

08 . Encontre a melhor rota entre dois locais em uma mesma cidade ou entre duas cidades, sua distância, além de localizar a rua de sua cidade:
www.mapafacil.com.br

09 . Encontre o mapa da rua das cidades, além de localizar cidades:
http://mapas.terra.com.br/Callejero/home.asp

10 Confira as condições das estradas do Brasil, além da distância entre as cidades:
www.dnit.gov.br

11. Caso tenha seu veiculo furtado, antes mesmo de

registrar ocorrência na polícia, informe neste site o furto.O comunicado às viaturas da DPRF é imediato:
www.dprf.gov.br/ver.cfmlink==form_alerta

12. Tenha o catálogo telefônico do Brasil inteiro em sua casa. Procure o telefone daquele amigo que estudou contigo no colégio:
www.102web.com.br

13 . Confira os melhores cruzeiros,datas, duração,preços, roteiros, etc.:
www.bestpricecruises.com/default.asp

14. Vacina anti-câncer (pele e rins). OBS: ESTA VACINA DEVE SER SOLICITADA PELO MÉDICO ONCOLOGISTA:
www.vacinacontraocancer.com.br/hybricell/home.html

15. Indexador de imagens do Google - captura tudo que é foto e filme de dentro de seu computador e os agrupa, como você desejar:


www.picasa.com

16 . Semelhante ao Internet Explorer , porem muito mais rápido e eficiente, e lhe permite adicionar os botões que desejar, ou seja, manipulado como você o desejar:


www.mozilla.org.br/firefox

17. Site de procura, semelhante ao GOOGLE:
www.gurunet.com

18 . Site que lhe dá as horas em qualquer lugar do mundo:
www.timeticker.com/main.htm

19. Site que lhe permite fazer pesquisas dentro de livros:


www.a9.com

20 . Site que lhe diz tudo do Brasil desde o descobrimento por Cabral:
www.historiadobrasil.com.br

21 . Site que o ajuda a conjugar verbos em 102 Idiomas:
www.verbix.com

22. Site de conversão de Unidades:
www.webcalc.com.br/conversões/area.html

23 . Site para envio de e-mails pesados, acima de 50Mb:
www.dropload.com

24. Site para envio de e-mails pesados, sem limite de capacidade:
www.sendthisfile.com

25. Site que calcula qualquer correção desde 1940 até hoje, informando todos os indices disponiveis no mercado financeiro. Grátis para Pessoa Física:
www.debit.com.br

26. Site que lhe permite falar e ver pela internet com outros computadores,ou LHE PERMITE FALAR DE SEU COMPUTADOR COM TELEFONES FIXOS E CELULARES EM QUALQUER LUGAR DO MUNDO GRÁTIS – De computador para computador, voz + imagem. De computador para telefone fixo ou celular:


www.skype.com

27. Site que lhe permite ler jornais e revistas de todo o mundo.
www.indkx.com/index.htm

28. Site de procura de pessoas e empresas nos EUA. Só para achar a pessoa ou a empresa com endereço e telefone-GRATIS. Se quizer levantamento completo de tudo o que a pessoa tem como patrimonio, tudo que teve de problema judicial e financeiro, e outras coisas mais, ai pode custar até US$80,00 com valores intermediarios:


www.ussearch.com/consumer/index.jsp

29 . Site de camaras virtuais, funcionando 24 hs por dia ao redor do mundo:


www.earthcam.com

30 . Site de mapas que identificam endereços do Brasil inteiro e dá sugestões de rotas: www.ondeestou.com.br

PRIMEIRO DE ABRIL - DIA DA MENTIRA - ORIGEM

Dia da mentira
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Há muitas explicações para o 1 de abril ter se transformado no dia das mentiras ou dia dos bobos. Uma delas diz que a brincadeira surgiu na França. Desde o começo do século XVI, o Ano Novo era festejado no dia 25 de março, data que marcava a chegada da primavera. As festas duravam uma semana e terminavam no dia 1 de abril.
Em 1564, depois da adoção do calendário gregoriano, o rei Carlos IX de França determinou que o ano novo seria comemorado no dia 1 de janeiro. Alguns franceses resistiram à mudança e continuaram a seguir o calendário antigo, pelo qual o ano iniciaria em 1 de abril. Gozadores passaram então a ridicularizá-los, a enviar presentes esquisitos e convites para festas que não existiam. Essas brincadeiras ficaram conhecidas como plaisanteries.
Em países de língua inglesa o dia da mentira costuma ser conhecido como April Fool's Day, "Dia dos Tolos [de Abril]"; na Itália e na França ele é chamado respectivamente pesce d'aprile e poisson d'avril, literalmente "peixe de abril".
No Brasil, o primeiro de abril começou a ser difundido em Minas Gerais, onde circulou A Mentira, um periódico de vida efêmera, lançado em 1º de abril de 1848, com a notícia do falecimento de Dom Pedro, desmentida no dia seguinte. A Mentira saiu pela última vez em 14 de setembro de 1849, convocando todos os credores para um acerto de contas no dia 1º de abril do ano seguinte, dando como referência um local inexistente.

Superstições
Tradicionalmente, supõe-se que as peças encerrem à meia-noite. Supõe-se que os feitos posteriormente tragam a má sorte ao perpetrador. Contudo, isto não é universalmente aceito, e muitas peças já foram praticadas depois da meia-noite.
Alguém que não consegue aceitar os truques, ou tirar proveito deles dentro do espírito da tolerância e do divertimento também deve sofrer com a má sorte. Também se diz que aquele que for enganado por uma bonita menina será recompensado com o matrimônio, ou pelo menos a amizade dela.
Atualidade
A Internet faz com que seja difícil de saber se uma peça é perpetrada antes ou depois do meio-dia. Os fusos horários são diferentes em partes diferentes do mundo. O 1 de abril (ou primeiro de abril) não acontece simultaneamente em todo o mundo.
Pessoas não-residentes no ocidente pouco conhecem o costume do Dia das Mentiras e são mais vulneráveis a peças na internet.
Boatos

"Em primeiro de Abril vão os burros aonde não devem ir". Muitas organizações de mídia propagaram inconscientemente ou deliberadamente peças no Dia das Mentiras. Mesmo agências de notícias sérias consideram o Dia das Mentiras uma brincadeira normal, e uma tradição anual.
O advento da internet como um meio de comunicação mundial serviu para facilitar os traquinas no seu trabalho.
Peças do Dia da Mentira que ficaram famosas
Kremvax: uma das primeiras peças pregadas na internet no Dia da Mentira.
Ilha de San Serriffe: O jornal britânico The Guardian publicou um suplemento em que mencionava esta ilha ficcional. O nome da ilha vem de "sans-serif", uma família de tipos tipográficos.
Plantação de espaguete: O canal de televisão BBC no programa Panorama apresentou em 1957 uma reportagem falsa sobre árvores de espaguete. Muitas pessoas interessaram-se em plantar árvores de espaguete em suas propriedades.
2005
Google Gulp: O Google cria a página sobre uma bebida sua.
Wikipedia:April 1, 2005/2005 Britannica takeover of Wikimedia: É criado na Wikipédia um artigo sobre a enciclopédica Britannica tomar o controle da Wikimedia e os seus projetos.
2006
1.o de abril de 2006 na Wikipédia em Inglês.
Pkislópodos - O 1º de abril da Wikipédia lusofona.
2008
O site de relacionamentos Orkut altera temporariamente a sua logomarca para Yogurt, um jogo de letras com o nome original.
A Wikipédia anuncia que apagará todas as imagens da Wikipédia lusófona por problemas de Copyright.
No site de imagens "deviantART" houve o aparecimento de Mudkips nos avatares.
A "Desciclopédia" anuncia que foi comprada pelo site Pudim.com.br, tornando-se a Pudimpédia.
2009
O site inglês "F1live" aproveitou o 1º de abril, dia da mentira, para lançar a falsa notícia de que Lewis Hamilton teria trocado a McLaren pela Brawn.
1º de abril tem Youtube de cabeça para baixo e piloto automático no Gmail.
O site de downloads BaixaKi anuncia o projeto Windows 8, uma versão revisada do Windows 7.
2010
O site oficial da banda de Metal Sinfônico Nightwish anunciou que Marco Hietala, baixista e vocal masculino, deixaria suas bandas e iria para um mosteiro para estudar canto de corais.
O site 'DeviantART' troca os avatares de todo mundo por ícones de TEAM Jacob, Edward, Seeker ou Lady Gaga.
A homepage do Google se disfarça de Topeka, uma cidade norte-americana que fez a mudança de seu próprio nome para Google, para tentar ganhar o projeto de banda larga da empresa
O site MSN com seu forum de informações e divulgações sobre tecnologia chamado 'Techguru' anunciou que deixaria de ser um forum de Tecnologia e passaria a ser um forum de Astrologia, o que geraria desanimo para todos os seguidores.
A 'Desciclopédia' anuncia que o site foi suspenso por medida cautelar por uso indevido de logomarca protegida por direitos autoraris solicitada pela The Coca-Cola Company.
O Yahoo anuncia a descoberta de uma ilha chamada Lost, que supostamente teria sido a inspiração para o seriado Lost.[1]
O blog Bizarrices Automotivas é retirado do ar sem qualquer aviso, aparentando ter sido deletado.
o site Youtube anuncia uma nova ferramenta chamada Textp, essa ferramenta diz utilizar menos banda do site (US$1 por segundo) e ser uma boa alternativa, pois transforma todos os videos em formato ASCII(Letras e numeros).
O blogueiro Daniel Perrone anuncia a demissão de Ricardo Gomes em seu blog no globoesporte.com

quarta-feira, 30 de março de 2011

nego cleyson no 43º Festival de Brasí­lia do Cinema Brasileiro Mostra Gama




SOBRE O AMOR.

SE AMAR NÃO SE ENSINA
SENTIMENTOS MUITO MENOS
PAIXÃO, AMORES AMENOS
COISAS QUE NÃO SE DESTINA.

SE TEU SIM CONTÉM UM NÃO
SENTIMENTO NÃO COMOVE
E SE A TERRA POR SI MOVE
É DO HOMEM A DESTRUIÇÃO.

NA VERDADE,
SENTIMENTO COMO AMOR
NÃO SE ENSINA
PELO MENOS NO MOMENTO.
(nego jorge ghezo)

Anelis Assumpção - "Como é Gostoso" - Trama/Radiola

Itamar Assumpção - Prezadíssimos Ouvintes



SINA?
NEGRA MÃO
PELE RETINTA
COR DA NOITE
SANGUE
SUOR
AÇOITE.
(nego jorge)

Itamar Assumpção - Embalo



itamar é mestre
itamar é peste
itamar e preto
itamar é negro
itamar é...

RUBENS - PREMEDITANDO O BREQUE.

Lingua de Trapo - Os metaleiros tambem amam

Língua de trapo-Fraude






São Paulo é o berço da vanguarda estética brasileira: modernismo, concretismo, tropicalismo (sim, nasceu em São Paulo!)... Depois de quase 10 anos sem grandes novidades na MPB, acontece num porão da Teodoro Sampaio o momento musical da Vanguarda Paulista, no início dos anos 1980. O Lira Paulistana apresenta num teatro de 200 lugares a revolução musical daquela década. A mídia elegeu, no entanto, o pop-rock para construir a cara dessa geração. E a vanguarda é vanguarda até hoje, para ouvidos especialíssimos e encantados com o novo.

A cara de São Paulo, o movimento trouxe músicos e compositores do Brasil inteiro. Aqui apresentamos não só a vanguarda nascida nos anos 1980 como também suas raízes e frutos.



Alice Ruiz
Alzira Espíndola
Arnaldo Antunes
Arrigo Barnabé
Cid Campos
Cida Moreira
Dante Ozzetti
Eduardo Gudin
Hélio Ziskind
Itamar Assumpção
Jorge Matheus
Jussara Silveira
Língua de Trapo
Lucina
Luhli Luiz Tatit
Luli & Lucina
Marlui Miranda
Mônica Salmaso
Ná Ozzetti
Passoca
Premeditando o Breque (Premê)
Roberto Riberti
RUMO
Suzana Salles
Tetê Espíndola
Vânia Bastos
Virgínia Rosa
Walter Franco
Zé Miguel Wisnik



Contato com o MPBNet
TESSITURA

ARANHA TECE
DESCE
DEPENDURADA
AS MÚLTIPLAS PATAS
TECENDO FIOS
RIOS
TRANÇADOS
NO ESPAÇO
DE MEU QUARTO
SOMBRIO.
(nego jorge)

Rê Bordosa 2




Arnaldo Angeli Filho, nasceu em 31 de agosto de 1956 na cidade de São Paulo e já aos 14 anos, publicou seu primeiro desenho na extinta revista Senhor.

Premiado pelo HQMix por seis anos consecutivos como o melhor chargista do Brasil, Angeli é responsável pelo cartum editorial da Folha de S.Paulo, onde também publica a tira diária Chiclete com Banana, no caderno Ilustrada, que abriga personagens antológicos como Rê Bordosa, Bob Cuspe, Os Skrotinhos, Wood & Stock, entre outros.

Além da Folha de S.Paulo, onde trabalha há 30 anos, Angeli é exclusivo do UOL e colabora diariamente com o Diário de Notícias de Lisboa. Do autor, a editora Devir/Jacaranda já publicou quatro volumes da coleção Sobras Completas que, com 19 livros programados, tem a proposta de registrar as melhores tiras de todos os personagens criados pelo autor. Angeli já publicou na Argentina, Espanha, Itália, México e Portugal, países onde seus livros são lançados regularmente.

É também criador de Chiclete com Banana, publicada pelo Circo Editorial, do editor Toninho Mendes, revista que se tornou um marco no mercado editorial brasileiro, não só pelos altos índices de vendagem, mas sobretudo pela proposta de humor de costumes anárquicos e urbanos. A publicação - que teve Glauco Mattos, Luis Gê, Roberto Piva, Laerte, Glauco, Claudio Willer e Guto Lacaz entre seus principais colaboradores - influenciou toda uma geração e estimulou o surgimento de várias bancas de rock.

Atualmente, Angeli também está envolvido na produção de Sexo, Orégano e Rock'n'Roll, um longa-metragem de animação com seus personagens, produzido e dirigido pelo premiado Otto Guerra.


Antologia Chiclete com Banana





Outras Publicações do Autor

MUSSUM TOMANDO LEITE

Por uma infância sem racismo.VÍDEO DO UNICEF com Lázaro Ramos



NOITE.

A NAVALHA SOBRE MINHA PELE PRETA
EXPÕE MEU RUBRO SANGUE GOTA-A-GOTA.

A VIDA,DIFÍCIL E ROTA AOS POUCOS CONSTRÓI
UMA POÇA
DE DA MAIS PURA ILUSÃO!

OU NÃO...?
(nego jorge)

terça-feira, 29 de março de 2011

A Ditadura Militar(golpe de 64). O ÚLTIMO DITADOR, O GENERAL FIGUEIREDO (1979 A 1985) ESTÁ ERRADO ATÉ NA FOTO DO TRABALHO. OS ALUNOS MOSTRAM FOTO DE OUTRO MILITAR!!!!.

MORTE de José Alencar! 29/03/2011. VALEU, ZÉ!!!!, MUITOS SALVES!!!



AO CONTRÁRIO DO QUE MUITA GENTE ACREDITA, SERES COMO JOSÉ ALENCAR, PULULAM MAIS QUE OS DO MAL... ZÉ É UM DAQUELES QUE ENCARNAM MILHÕES DE OUTROS SERES QUE TRABALHAM PELO BEM-ESTAR DE TODOS. ZÉ, SOU DO TEU TIME, DO TEU TRABALHO, DO TEU TEMPO. SEI DE TUA IMPORTÂNCIA, DE TEU DESAPEGO PELO STATUS, DE TUAS ATITUDES. TÚ E LULA, É DUPLA RARA... O BRASIL É PRIVILEGIADO AO TÊ-LOS COETÂNEOS, SONHADORES E DOUTORES DA VIDA. OBRIGADO, BRODÉRES.(nego jorge)

SOBRE SILVAS DO BRASIL. ZÉ ALENCAR E LULA

hoje, dia histórico, dois fundamentais brasileiros foram agraciados: um, com o descanso digno dos guerreiros. o outro, com o título de doutor honoris causa, da universidade de Coimbra,uma das mais antigas do mundo.
Luís Inácio sabe que, assim com ele,o zé era mestre, amigo, humanista e brasileiro. a essa altura, Zé tá tomando uma pinguinha com outros do bem. OBRIGADO, ZÉ!!!!

segunda-feira, 28 de março de 2011

Golpe Militar de 1964





A Ditadura Militar foi o período da política brasileira em que os militares governaram o Brasil, entre os anos de 1964 e 1985. Essa época caracterizou-se pela falta de democracia, supressão de direitos constitucionais, censura, perseguição política e repressão àqueles que eram opostos ao regime militar. Desde a renúncia de Jânio Quadros em 1961, o Brasil vivia uma crise política. O vice de Jânio, João Goulart, assumiu a presidência num clima político tenso. Seu governo foi marcado pela abertura às organizações sociais.

Estudantes, organizações populares e trabalhadores ganharam espaço no cenário político brasileiro, preocupando as classes conservadoras, como empresários, banqueiros, a Igreja Católica, militares e a classe média. Em plena Guerra Fria, os EUA temiam que o Brasil se voltasse para o lado comunista.

Os partidos que se opunham a Jango (João Goulart), como a União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Social Democrático (PSD), o acusavam de estar planejando um golpe esquerdista e de ser o responsável pelos problemas que o Brasil enfrentava na época. No dia 13 de março de 1964, João Goulart realizou um grande comício na Central do Brasil (Rio de Janeiro), onde defendeu as Reformas de Base e prometeu mudanças radicais na estrutura agrária, econômica e educacional do país.



Seis dias depois, em 19 de março, os conservadores organizaram um protesto que reuniu milhares de pessoas pelas ruas do centro da cidade de São Paulo contra as intenções de João Goulart. Foi a Marcha da Família com Deus pela Liberdade. A crise política e as tensões sociais aumentavam a cada dia. No dia 31 de março de 1964, tropas de Minas Gerais e São Paulo saíram às ruas. Evitando uma guerra civil, Jango deixou o país, refugiando-se no Uruguai. Os militares finalmente tomaram o poder.

Logo após a tomada de poder pelos militares, foi estabelecido o AI-1. Com 11 artigos, o mesmo dava ao governo militar o poder de alterar a constituição, cassar mandatos legislativos, suspender direitos políticos por 10 anos e demitir, colocar em disponibilidade ou aposentar compulsoriamente qualquer pessoa que fosse contra a segurança do país, o regime democrático e a probidade da administração pública, além de determinar eleições indiretas para a presidência da República.

Durante o regime militar, houve um fortalecimento do poder central, especialmente do poder Executivo, caracterizando um regime de exceção, pois o Executivo se atribuiu a função de legislar, em detrimento dos outros poderes estabelecidos pela Constituição de 1946. O Alto Comando das Forças Armadas passou a controlar a sucessão presidencial, indicando um candidato militar que era referendado pelo Congresso Nacional.

A liberdade de expressão e de organização era quase inexistente. Partidos políticos, sindicatos, agremiações estudantis e outras organizações representativas da sociedade foram extintas ou sofreram intervenções do governo. Os meios de comunicação e as manifestações artísticas foram submetidos à censura. A década de 1960 iniciou também, um período de grandes modificações na economia do Brasil: de modernização da indústria e dos serviços, de concentração de renda, de abertura ao capital estrangeiro e de endividamento externo.

Por Tiago Dantas
Equipe Brasil Escola

Governos Militares - História do Brasil - Brasil Escola



O que você achou deste texto?
Ótimo, texto completo Bom, mas faltam exemplos e/ou imagens Regular, faltam informações Ruim, texto confuso Péssimo, pouco esclarecedor
Participação: 38 Comentários
Avaliação:
Atualmente 3.00/5
Se você quer comentar também Clique aqui


Compartilhe ou guarde este conteúdo

ced 07 alunos no teatro

semente companhia teatral

A Epopéia Paulista: Revolução de 1932 - São Paulo




REVOLUÇÃO DE 32


JULHO DE 1932

Explode em São Paulo uma revolta contra o presidente Getúlio Vargas. Tropas federais são enviadas para conter a rebelião. As forças paulistas lutam contra o exército durante três meses. O episódio fica conhecido como a Revolução de 1932.

Em 1930, uma revolução derrubava o governo dos grandes latifundiários de Minas Gerais e São Paulo. Getúlio Vargas assumia a presidência do Brasil em caráter provisório, mas com amplos poderes. Todas as instituições legislativas foram abolidas, desde o Congresso Nacional até as Câmaras Municipais. Os governadores dos Estados foram depostos. Para suas funções , Vargas nomeou interventores. A política centralizadora de Vargas desagrada as oligarquias estaduais, especialmente as de São Paulo. As elites políticas, do Estado economicamente mais importante, sentem-se prejudicadas. E os liberais reivindicam a realização de eleições e o fim do governo provisório. O governo Vargas reconhece oficialmente os sindicatos dos operários, legaliza o Partido Comunista e apóia um aumento no salário dos trabalhadores. Estas medidas irritam ainda mais as elites paulistas.

Em 1932, uma greve mobiliza 200 mil trabalhadores no Estado. Preocupados, empresários e latifundiários de São Paulo se unem contra Vargas.

No dia 23 de maio é realizado um comício reivindicando uma nova constituição para o Brasil. O comício termina em conflitos armados. Quatro estudantes morrem: Martins, Miragaia, Dráuzio e Camargo.

As iniciais de seus nomes formam a sigla MMDC, que se transforma no grande símbolo da revolução. E em julho, explode a revolta. As tropas rebeldes se espalham pela cidade de São Paulo e ocupam as ruas. A imprensa paulista defende a causa dos revoltosos. No rádio, o entusiasmo de Cesar Ladeira faz dele o locutor oficial da Revolução . Uma intensa campanha de mobilização é acionada.

Sociedade paulista movimenta-se em apoio à revolução

Quando se inicia o levante, uma muldidão sai às ruas em seu apoio. Tropas paulistas são enviadas para os fronts em todo o Estado. Mas as tropas federais são mais numerosas e bem equipadas. Aviões são usados para bombardear cidades do interior paulista. 35 mil homens de São Paulo enfrentam um contingente de 100 mil soldados. Os revoltosos esperavam a adesão de outros Estados, o que não aconteceu.

Em outubro de 32, após três meses de luta, os paulistas se rendem. Prisões, cassações e deportações se seguem à capitulação. Estatísticas oficiais apontam 830 mortos. Estima-se que centenas a mais de pessoas morreram sem constar dos registros oficiais.

A Revolução de 1932, foi o maior confronto militar no Brasil no século XX. Apesar da derrota paulista em sua luta por uma constituição, dois anos depois da revolução, em 1934, uma assembéia eleita pelo povo promulga a nova Carta Magna.

Getúlio em Itararé, após a Revolução (em todas as cidades aconteceram adesões ao getulismo)

No concurso aberto para construção do monumento "Mausoléu do Soldado de 32" (Obelisco), obteve o primeiro lugar o projeto de Galileu Emendabile, escultor italiano; o engenheiro Mário Pucci foi o responsável pela parte técnica das obras do monumento.

Esse monumento compõe-se de um obelisco de mármore travertino romano e de uma cripta, em formato de cruz grega. O viaduto que contorna o monumento aos heróis da Revolução de 32, e ainda o que fica próximo ao Pavilhão da Bienal, receberam nomes bastante significativos aos paulistas que veneram os heróis da epopéia de 1932; o general Euclides Figueiredo e o general Júlio Marcondes Salgado.

Teve como contexto político e social a Revolução de 1932.

Os reconstitucionalistasformados por paulistas civis e parte dos militares, brigavam por autonomia política e uma nova constituição contra os legalistas federais, ligados ao governo Vargas.

O estopim da revolução acontece em 23 de maio, mas ela só será irrompida em 9 de julho de 1932.

Emendabili construiu o obelisco com 72 metros de altura e esculturas em alto-relevo aplicadas nas faces. Apesar de ter sido inaugurado em 9 de julho de 1955, próximo ao parque do Ibirapuera, o monumento só foi concluído em 1970.

Fonte: www.sampa.art.br

REVOLUÇÃO DE 32

É considerada por muitos como um marco de nossa história republicana – embora, seja um dos episódios menos conhecidos da história recente do Brasil. Tanto as causas que levaram à guerra, como o entendimento de suas conseqüências na sociedade, ainda são discutíveis.

A Revolução de 32 não foi um movimento de elite, embora a elite tenha liderado, o movimento de maior mobilização de massa em nossa história foi predominantemente popular.

As controvérsias sobre a revolução de 32 permanecem como um dos episódios menos conhecidos sobre o Brasil. Não existe outro movimento revolucionário na história do Brasil comemorado por vencidos, é considerada como uma guerra civil e não uma revolução pois o País estava sem um governo legítimo estabelecido.
O movimento armado de 1932 reivindicava o cumprimento dos ideais da Aliança Liberal que havia tomado o poder por meio de um golpe militar em 1930 .Uma facção militar garante o poder a Getúlio Vargas, depondo Washington Luiz, um presidente institucional em fim de mandato que seria posteriormente substituído por Júlio Prestes. Prestes havia vencido as eleições. Vargas destitui pela força das armas um governante eleito com a promessa de "salvar" a nação e terminar com os vícios da "República Velha".

O golpe militar de 1930 instaura a ditadura ou "Governo Provisório". Assim que se instala no poder Vargas fecha o Congresso Nacional (Senado Federal e Câmara dos Deputados), destitui as Assembléias Estaduais e Câmaras Municipais, anula a Constituição vigente de 1891 e substitui vereadores, prefeitos, governadores e deputados por delegados de polícia e interventores militares. Instaura-se a censura, perseguições, torturas, prisões e mortes.
A Revolução de 1932 foi principalmente gerada dentro da própria Aliança Liberal que solicitava a convocação de urna Assembléia Constituinte Nacional para a instituição de nova Constituição e retomo do Brasil ao Estado de direito. O governo provisório do ditador preferiu ignorar. "O mesmo grupo político e militar que colocou Vargas no poder se revolta contra a "provisoriedade", provocando uma cisão dentro da Aliança Liberal e a guerra civil".

Civis voluntários dos Estados de São Paulo, Mato Grosso do Sul e Norte, Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio de Janeiro, Bahia, Pará e Amazonas e uma cisão militar no interior das Forças Armadas uniram-se ao fundamental mecanismo de sustentação financeira da Revolução de 32: a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp). Por intermédio de seus setores produtivos - industriais e operariado - e junto ao comércio de São Paulo converteram-se em eficientes indústrias bélicas.


"Até mesmo as pessoas mais simples doavam seus objetos de valor e principalmente ouro para financiar a guerra, recebendo em troca um anel de ferro simbolizando a participação na Revolução de 32".
Teve a duração de oitenta e cinco dias (de 09 de julho a 02 de outubro de 1932).

Esta Revolução de 1932 assumiu em muitas ocasiões o aspecto de uma luta encarniçada e selvagem. Ódios, paixões e ideais levavam os dois lados a usarem de quaisquer recursos para abater o adversário. O número de mortos em combate, somente do lado paulista, somou cerca de oitocentos e trinta soldados, quase o dobro dos pracinhas da Força Expedicionária Brasileira que perderam a vida nos campos da Itália durante a Segunda Guerra Mundial.


Acredito ter sido esta Revolução o único movimento que teve como bandeira uma luta armada a favor de um poder constituinte, ao contrário de todos os outros que, apesar de também terem como objetivo maior a "redenção" do Brasil, foram dirigidos contra um poder constituído.

As características deste movimento são sui generis . Pois não encontramos registros em nossa história de algum outro movimento revolucionário em que a preservação da memória, a comemoração do evento e o culto aos heróis, sejam tradicionalmente realizados pelos vencidos e não pelos vencedores da guerra.

Outros aspectos importantes referem-se aos seus dois extremos: visto por muitos como o maior movimento armado que já se registrou em território brasileiro, bem como, a maior mobilização popular já ocorrida na história do país.

As pistas e vestígios encontrados nas fotografias, sugerem perguntas e formulam conjecturas, levando a uma (re) exploração de outras fontes historiográficas. Essa característica fotográfica, facilitou a construção de novas leituras, traçadas por outros estudos. Foi possível propor algumas hipóteses interpretativas, com os argumentos sugeridos pelas versões do evento.

Apesar da Revolução de 1932 ser caracterizada como reacionária à de 30, a sua documentação sugere o oposto: demonstra que os revoltosos visavam aos mesmos objetivos que haviam levado a Aliança Liberal ao poder. Por essa razão, as opiniões dos especialistas se dividem. Quem venceu a guerra chama-a de contra-revolução paulista. Quem a perdeu, de revolução .

Fonte: www.maricibros.com

ced 07 alunos no teatro no dia do teatro - 27 de março - domingo

domingo, 27 de março de 2011

Elba Ramalho e Alceu Valença

desobediencia civil nuestro sentir

Desobediência civil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Drapeau noir.svg


Desobediência civil é uma forma de protesto a um poder político (seja o Estado ou não), geralmente visto como opressor pelos desobedientes. É um conceito formulado originalmente por Henry David Thoreau e aplicado com sucesso por Mahatma Gandhi no processo de independência da Índia e doPaquistão.

Índice

[esconder]

[editar]Aspectos gerais

O autor americano Henry David Thoreau foi o pioneiro a estabelecer a teoria relativa dessa prática em seu ensaio de 1849, originalmente intitulado "Resistência ao Governo Civil", que mais tarde reintitulou "Desobediência Civil". A idéia predominante abrangida pelo ensaio era de auto-aprovação e de como alguém pode estar em boas condições morais enquanto "escraviza ou faz sofrer um outro homem"; então não precisamos lutar fisicamente contra o governo, mas sim não apoiá-lo nem deixar que ele o apóie estando você contra ele. Este ensaio exerceu uma grande influência sobre muitos praticantes da desobediência civil. No ensaio, Thoreau explicitou suas razões porque se recusara a pagar seus impostos, como um ato de protesto contra a escravidão e contra a Guerra Mexicana.

Vale ressaltar, no entanto, que antes de Thoreau, existiram outros que, através de teorias próprias mas acessórias a outras teses principais que também esposaram atos que demonstram atos de desobediência civil, como faz Antígona, na peça Grega de Sófocles. Também outros teóricos, em especial do Iluminismo trataram de possibilidades de desobediência quando apresentavam suas teses de cunho político e jurídico acerca da formação do Estado e da submissão do povo a este, comoHobbes, Jean-Jacques Rousseau e Kant. Contudo, Thoreau, foi o primeiro a tratar especificamente da desobediência à ordem instituída. A desobediência civil serviu como uma tática principal aos movimentos nacionalistas em antigas colonias da África e Ásia, antes de adquirirem a liberdade. O mais notável, Mahatma Gandhi, usou a desobediência civil como uma ferramenta anti colonialista. Martin Luther King, líder do movimento dos direitos civis dos Estados Unidos nos anos da década de 1960, também adotou as técnicas da desobediência civil e ativistas anti-guerra, tanto durante quanto depois da Guerra do Vietnã, também agiram igualmente.

Paradas de demonstração de opinião e protestos, como as campanhas anti-guerra que ocorreram contra a invasão ao Iraque não são necessariamente desobediência civil, pois muitos cidadãos que dessas campanhas participam continuam apoiando o governo de outras formas.

A desobediência civil serviu também como uma tática da oposição polonesa contra os comunistas. (ver "solidariedade").

Muitos dos que praticam a desobediência civil o fazem desprovidos de crença religiosa e o clero frequentemente participa ou lidera ações de desobediência civil. Por exemplo: os irmãos Berrigan nos Estados unidos, são padres que já foram diversas vezes presos em atos de desobediência civil em manifestações contra a guerra.

Buscando uma forma ativa de resistência, aqueles que praticam a desobediência civil escolhem deliberadamente por quebrar certas leis, seja formando piquetes pacíficos ou ocupando ilegalmente algum prédio. Fazem isso na expectativa de que serão presos, ou até mesmo atacados pela autoridade. Existem métodos já estudados de como reagir a ataques e tentativas de prisão, de maneira que possam fazê-lo sem resistência, passivamente, sem problemas para as autoridades.

[editar]Aspectos jurídicos

A Desobediência Civil, de acordo com alguns teóricos juristas brasileiros e estrangeiros, como Maria Garcia, Machado Paupério e Nelson Nery da Costa, é uma das formas de expressão do Direito de Resistência, sendo esta uma espécie de Direito de Exceção que, embora tenha cunho jurídico, não necessita de leis para garanti-lo, uma vez que se trata de um meio de garantir outros direitos básicos. Ele tem lugar quando as instituições públicas não estão cumprindo seu fiel papel e quando não existem outros remédios legais possíveis que garantam o exercício de direitos naturais, como a vida, a liberdade e a integridade física.

Além da Desobediência Civil, também são exemplos de resistência o Direto de Greve (para proteger os direitos homogêneos dos trabalhadores) e o Direito de Revolução (para resguardar o direito do povo exercer a sua soberania quando esta é ofendida).

[editar]Referências Bibliográficas

  • COSTA, Nelson Nery. Teoria e Realidade da Desobediência Civil
  • GARCIA, Maria. Desobediência Civil - Direito Fundamental
  • THOUREAU, Henry David. A Desobediência Civil.

[editar]Ligações externas

[editar]Ver também