segunda-feira, 6 de abril de 2015

DOSSIÊ – TEXTO 03 (Três) – Primeiro Semestre 2015 - 06.abril.2014 08h44 - Porf. José Jorge




DOSSIÊ – TEXTO 03 (Três) – primeiro semestre 2015
O ERRO DA VEZ – Marcelo Agner.
Publicado no Correio Braziliense – 04/04/2015 – pag. 10 – “Opinião”.

                Tema recorrente no Congresso, a redução da maioridade penal para 16 anos ganhou força nas últimas semanas. E parece que o projeto, desta vez sairá da fila de 25 anos para chegar ao plenário. O caminho ainda é longo, mas há clara vontade política nessa tramitação. Afinal, a medida é tratada como importante passo no combate à violência no Brasil, um problema que aflige toda a população. Mas, qual a real eficácia de adotarmos uma solução tão drástica? Mais uma vez estamos mergulhando em saídas mirabolantes para resolver questões estruturais, e a discussão dos temas que realmente podem mudar o país ficam para trás, esquecidas em discursos políticos e ideológicos, numa batalha insana em que mais importante é a vitória, o triunfo momentâneo, e o futuro fica relegado a um segundo plano.
                Há convicção em grande parte da sociedade de que a lei atual não castiga crianças e adolescentes que cometem crimes. A falta de agilidade da justiça e as precárias estruturas para aplicação das medidas socioeducativas contribuíram para que esse discurso se fortalecesse. O pouco tempo de internação foi interpretado como impunidade. Durante anos, a recuperação dos jovens ficou a cargo de instituições como o Caje, prisões disfarçadas que viraram pré-escola para a bandidagem. As imagens de horror e violência das rebeliões prevaleceram nos noticiários.
                Duramente criticado, o Estatuto da Criança e do Adolescente também nunca passou por um debate mais sério e amplo. Seus defensores tentaram blindá-lo, e os opositores, destruí-lo. Não houve meio-termo. Esse mesmo radicalismo pôde ser visto agora na câmara, no debate sobre o projeto de redução da maioridade. Bate-boca e troca de acusações marcaram a votação. E nada de bom foi acrescido ao tema. A tendência é de que os ânimos sejam acirrados até o fim.
                O Brasil teve muito tempo para evitar que a violência chegasse aos níveis atuais. O crescimento econômico dos últimos anos fez o brasileiro ter acesso ao carro zero-quilômetro e viajar de avião, mas não melhorou as escolas e reduziu o tamanho de nossas favelas. E nossos jovens continuam encontrando nas ruas os mesmos riscos e há 30, 40 anos. Eles morrem aos milhares. O mesmo país que nega a eles perspectiva de futuro quer puni-los aos 16 anos, como se a salvação estivesse aí. E caso a mudança na maioridade penal não reduza o crime, o que faremos com os milhares jogados nas nossas cadeias medievais?

TAREFAS:
1.       Procure o significado das palavras abaixo e após, releia o texto substituindo as originais pelas pesquisadas. Não é necessário recopiar o texto.


1.       Tramitação
2.       Mirabolante
3.       Drástica
4.       Precário
5.       Ideologia
6.       Socioeducativo
7.       Acirrar
8.       Blindar
9.       Medieval.


2.       Faça um texto de ao menos 10 (dez) linhas, dizendo se você é contra ou a favor da redução da maioridade penal para 16 anos, justificando sua opinião.

Nenhum comentário: